Sobre nós

As histórias por detrás das peças inspiram a equipa NOL Jewellers. Apaixonados pela arte de criar joalharia, vemos cada projeto como uma oportunidade para explorar materiais e usar novas abordagens. Desta combinação, nascem peças únicas e exclusivas.

A história por detrás
da marca

A história da NOL Jewellers começou em 1990, quando Luísa Bernardes e Nuno Pestana se conheceram pela primeira vez. Depois de frequentarem o curso de Alta Joalharia Tradicional na Escola Artística António Arroio, perceberam que partilhavam a mesma visão daquilo que a joalharia devia ser: um processo que transforma sonhos em peças de arte singulares e de alta relevância conceptual. “Criações com significado” afirmam os joalheiros.

Juntos profissionalmente, Luísa e Nuno comprometeram-se também na vida pessoal. Além de um casamento, partilham a mesma dedicação à NOL Jewellers. Desde a criação da marca, têm vindo a desenvolver novas técnicas, estudando gemologia e percebendo como podem combinar materiais preciosos e orgânicos para transmitir a personalidade dos que os escolhem para criar peças personalizadas.

Com um grupo de seguidores leais, a NOL Jewellers criou já uma reputação por envolver cada cliente no processo de criação de joalharia, e por se dedicar a cada joia pela peça única e original que ela é. Com a ajuda de uma equipa empenhada, o negócio está a agora a dar o próximo passo, atingindo novas altitudes. A missão mantém-se, todavia, a mesma: criar joalharia única, capaz de despertar emoções.

O nosso processo
de criação

Na procura de novas abordagens, a NOL Jewellers aliou o seu contexto tradicional e a vasta experiência em gemologia, a técnicas e materiais diferentes e improváveis. Cada peça de joalharia reflete uma vontade de arriscar e conjugar metais preciosos com materiais orgânicos.

Materiais simples passam por um processo de transformação. Além de garantir qualidade, resistência e durabilidade, este processo permite a criação de peças únicas. O que antes era apenas madeira, torna-se num elemento extraordinário e semi-precioso.